segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

BOLO DE GILA COM AMÊNDOA E ALFARROBA

A 16ª Edição do desafio do Grupo do Facebook  Dia Um...Na Cozinha, vai ter um desfile bem guloso!

Imaginem...Bolo Comemorativo da data, em que este grupo abriu portas no Facebook.
A ele juntaram-se  imensos cozinheiros/as cheios de talento e audácia, que tudo fazem, para mesmo fora da sua zona de conforto, participarem e contribuírem para enriquecer e elevar a um patamar cada vez mais inovador, mês após mês, as propostas das nossas mentoras.

Não podia deixar de manifestar a imensa amizade  e carinho para com as nossas meninas,
Isabel Fernandes
Isabel Figueiredo
Aida Silva
que tomaram as rédeas, e foram em frente, bem como a todas/os nós que as acompanhamos.






O Bolo que vos trago, veio do livro, que comprei recentemente, e que tem receitas deliciosas.
O Livro mais recente da Isabel Zibaia.




É um bolo que combina sabores intensos e deliciosos, a lembrar o nosso Algarve!

Ingredientes:

250 g de doce de gila
200 g de amêndoa palitada [ no livro amendoa ralada com pele ]
200 g de farinha com fermento
25 g de farinha de alfarroba
125 g de creme vegetal [ no livro manteiga sem sal à temp ambiente ]
175 g de açucar amarelo
4 ovos médios
2 dl de leite
Vai precisar de uma forma, tipo bolo inglês 




Preparação:

Versão Bimby/Thermomix

Bater a manteiga com o açúcar, 1 min/vel 3.
Adicionar a amêndoa palitada e para a picar um pouco, dê uns segundos, poucos, na vel 7, e junte as farinhas e o doce de gila, programe 45 seg/vel 3
Junte o leite, os ovos e bater muito bem, programe 45 seg/vel 4, 3 baixe depois para a 3.
Dê umas voltas na massa com a espátula e deite a mistura numa forma (tipo bolo inglês), untada com manteiga [eu salpiquei tb com farinha].
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC, durante 60 a 65 minutos.
Antes de retirar do forno, verificar a cozedura com um palito.

Quando o desenformei, passei um pouco, do doce de gila, por cima do bolo e salpiquei com amêndoa fatiada.




Só vos posso dizer, que é Delicioso, pena não puderem provar, para verem como tenho razão!


Uma beijoca para cada uma / um de vós, e vamos em frente, por muitos mais desafios!!





quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

TARTE DE BACALHAU COM ESPINAFRES E AZEITONAS


Inspiração não falta ao desfolharmos o livro da querida  Isabel  Zibaia Rafael " Delicioso Piquenique"

e
foi precisamente dai que fiz o jantar de aniversário do meu marido e familia.

Porque uns não gostam de bacalhau, mas a maioria gosta, saiu esta deliciosa Tarte, e também uns deliciosos Peitos de Frango no Forno com Cardamomo e Alecrim.

Hoje vamos apenas ver a Tarte de Bacalhau, que ficou tão boa, adorei o piquenique cá por casa, Isabel!




Usei como base uma massa quebrada que tinha ali no frigorífico a terminar o prazo, mas vou deixar a receita da base, tal como a Isabel, nos propõe no seu livro.

Massa
Ingredientes:

215 g de farinha
70 g de manteiga sem sal fria
1 colher de sopa de óregãos secos
0, 5 dl de água fria
Sal e pimenta-preta q. b.

  1. Trabalhar a manteiga, cortada em cubos, com a farinha, os orégãos, o sal e a pimenta-preta a gosto.
  2. Adicionar a água e amassar. Formar uma bola com a massa, envolver em película aderente e levar ao frigorífico durante 30 minutos.
  3. Estender a massa numa superfície polvilhada com farinha.
  4. Dispor a massa numa forma de tarte, com 26 cm e fundo amovível. Picar o fundo da tarte com um garfo. Levar ao frigorífico mais 20 minutos.
  5. Por cima da massa, colocar uma folha de papel vegetal. Encher a forma com algo que ajude a manter a forma da massa,  como por exemplo, feijão seco.
  6. Levar ao forno pré-aquecido a 200º C, durante 20 minutos. Aos 15 minutos, retirar o papel vegetal e o feijão, e deixar acabar de cozer.

Recheio
Ingredientes:

1 cebola pequena
3 dentes de alho
30 ml de aeite
1 folha de louro
180 g de bacalhau demolhado desfiado
200 g de folhas de espinafres frescos
3 ovos
2 dl de natas (usei de soja)
40 g de azeitonas pretas às rodelas
25 g de queijo da ilha de São Jorge ralado
Sal e pimenta-preta q. b.

O Recheio fiz na bimby, e aparece com esta côr para quem tiver bimby e quiser fazer
  1. Picar a cebola e os dentes de alho. (Na bimby picar 5 seg/vel 5)
  2. Levar ao lume uma frigideira com o azeite, a folha de louro, a cebola e o alho picados. Deixar frigir um pouco. (Adicionar o azeite e a folha de louro, e programar 3 min/vel 1/100º)
  3. Adicionar o bacalhau e os espinafres picados. Temperar a gosto, com sal e pimenta. Deixar cozinhar até os espinafres perderem volume. Retirar do lume e deixar arrefecer um pouco. (Adicionar o bacalhau e se quiser desfiá-lo, retire a folha de louro e programe apenas uns segundos na vel 4. Junte os espinafres e programe 5 min/vel 1/100º)
  4. Numa taça, bater os ovos com as natas, Adicionar as azeitonas e a mistura de bacalhau e espinafres, retirando a folha de louro. ( Retirar para uma taça o bacalhau e os espinafres e reservar. Colocar no copo da bimby os ovos e as natas, programe uns segundos para envolver. Juntar as azeitonas e o bacalhau com os espinafres, reservados.  Envolva na vel 2.)
  5. Colocar o preparado numa forma de tarte com a massa. Polvilhar com o queijo da ilha de São Jorge.
  6. Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC, durante 25 a 30 minutos, ou até a tarte ficar dourada.



Conselho da Isabel: O facto de cozermos a massa primeiro evita que a base fique ensopada como acontece, às vezes, quando se usam alguns ingredientes com maior teor de água.


Beijoc@s


domingo, 24 de Agosto de 2014

Mais um Bolo, mais um Aniversário - BOLO GENOVÊS

Desta vez o Aniversariante foi o maridinho, e também ele teve direito a um bolo, para mim, lindo e delicioso.
A opinião de quem teve o gosto de o provar, também foi a mesma, por isso fiquei muito satisfeita com o resultado.



O Bolo Genovês é um bolo, que serve muito bem para base de outros doces, como por exemplo chessecake, ou então em dose dupla, permite dar largas à imaginação.




Ingredientes:


120 g de açucar
4 ovos
120 de farinha
1 pitada de sal
Raspa de laranja (opção)
Sumo de Laranja (opção)


Preparação na Bimby / Thermomix


Coloque a borboleta nas lâminas.
Deite os ovos no copo e o açucar e programe 6 min/37º/vel 3 1/2.
Coloque as raspas da casca de 1 laranja. (opcional)
Terminado o tempo, volte a programar mais 6 min, sem temperatura e à mesma velocidade.
(Método utilizado na bimby, quando não se bate as claras em castelo)
Junte a farinha e a pitada de sal e envolva 10 seg/vel 2 1/2.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º, numa forma untada, por 10 minutos.

Depois de cozido, e ainda dentro da forma, faça uns furinhos com um palito, e deite o sumo de 1 laranja.

EU FIZ DOIS BOLOS, COM DIÂMETROS DIFERENTES




Para a decoração, usei um Ganaché de Chocolate (que não ficou, como eu queria, não sei se foi das natas não montarem bem, ficou um pouco liquido)

Usei 1 pacote de natas de soja, 200 g de chocolate e 1 colh. de sopa de manteiga.

Colocar o pacote de natas na bimby e programar 3 min/ 70º/ vel 3.
Partir o chocolate e colocar dentro da bimby, esperar um pouco para amolecer e depois programar 2 min/37º/ vel 4.
Colocar a margarina e programar uns segundos à mesma velocidade e temperatura.


Os frutos silvestres e os morangos, fizeram também parte da decoração, e salpiquei aqui e ali, com  flocos de aveia tostada.



Adorei o resultado final, e ficou mesmo delicioso, até alguém em jeito de brincadeira, já me disse que nem as folhinhas dos morangos tirei...pois não! E sabem porquê?
Agarramos os morangos pelo pézinho, e molhamos no molho de chocolate, e comem-se assim, deliciosamente!!!


Beijoc@s

quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

SOBREMESA DE BOLACHA MARIA

Poderá chamar-se, Sobremesa, Pudim ou até Iogurte, de qualquer das formas sabe bem. 

Simples e muito saboroso, e como cá por casa, os docinhos com bolacha maria, são sempre bem vindos, ora lá saíu mais esta do baú, que vos falei na receita anterior (arquivo do forum bimby).




Ingredientes:

1 litro de leite meio gordo
15 bolachas maria douradas
100 g de açúcar amarelo
1 pacote de cuajada
1 colh. sopa de caramelo líquido

Preparação:

Colocar as bolachas maria no copo e pulveriza-las na velocidade máxima.
Juntar todos os outros ingredientes e misturar uns seg, na vel 4.
Programar 6 min/vel 4/temp 90º.
Colocar em taças, ou frascos, deixar arrefecer e colocar no frigorífico, (se tiver tempo) de um dia para o outro.



A cuajada, esteve durante muito tempo, pouco acessível, pois eram pouquíssimos os locais onde se poderia adquirir. Hoje em dia já se encontra em qualquer hipermercado. 

Beijoc@s