sexta-feira, 1 de julho de 2016

COUSCOUS COM VEGETAIS CHINESES SALTEADOS E CAMARÃO

Chegados a 1 de Julho, mais um dia de receita fresquinha e deliciosa

O Tema para a 38ª edição do “Dia Um… Na Cozinha"… são  COUSCOUS

Produto originário do norte de África, produz-se a partir da sêmola de trigo duro que é, então, preparada, cozida a vapor e seca. É um artigo conhecido pela sua versatilidade e rapidez na preparação, satisfazendo todos os gostos. Pode servir-se quente ou frio: como entrada, salada, acompanhamento, prato principal e, até, sobremesa.

Escolhi, uma receita, que por si só já é bem saborosa, adoro estes vegetais, e os COUSCOUS, enriqueceram-na, pois a junção de sabores é otima.


Ingredientes para os COUSCOUS

120 g de Couscous
200 g de água a ferver
uma pitada de sal
um fio de azeite
um pouco de molho de soja

Preparação dos COUSCOUS

Ferver a água com o sal e o azeite, deitar por cima dos couscous deixar hidratar, e quando absorver toda a água, mexa com um garfo para soltar os grãos.
Adicione um pouco de molho de soja e volte a envolver.


VEGETAIS COM CAMARÃO

Utilizei meia embalagem de vegetais chineses(marca continente), estas embalagens são maiores que outras de diferentes marcas.
Utilizei também meia embalagem de miolo de camarão


Na Actrifry coloquei um pouco de azeite e alhos cortados, deixei aquecer 3 minutos e coloquei os vegetais e o camarão. 
Coloquei também um pouco de molho de soja.
Deixei cozinhar 6 minutos.


Depois coloquei em camadas, começando com os couscous e terminando com os vegetais.


Ficou excelente, gostei da junção de sabores e da leveza dos ingredientes.


Não foi uma estreia, já tinha feito, mas cozinhados assim, deixaram-me com vontade para repetir mais vezes.

Beijoc@s

segunda-feira, 27 de junho de 2016

SOBREMESA DE GELATINAS



Fantástica esta Sobremesa de Gelatinas coloridas, frescas e muito leves





Ingredientes:


  • 3 saquetas de gelatina de diversos sabores e cores diferentes
  • +1 saqueta de gelatina de ananás
  • 1 saqueta de gelatina em pó neutra
  • 1/2 lata de leite evaporado

Preparação:

  • Comece por fazer as 3 gelatinas (excepto a de ananás) apenas com metade de água (125 ml) a ferver, portanto não adicione a agua fria. Cada uma numa tacinha e deixe solidificar. 
  • Depois de solidificada, corte em cubos e misture-as numa taça de servir, ou numa forma.
  • Bata o leite evaporado até dobrar de volume. 
  • Faça agora a gelatina de ananás, juntando o pó de ananás e o pó da neutra em 125 ml de água a ferver. Mexa bem, e junte a mesma quantidade de água gelada, volte a mexer.
  • Vá juntando aos poucos este preparado das gelatinas ao leite evaporado, sem deixar de mexer, e por fim coloque na taça onde estão os cubos de gelatina.
  • Leve ao frigorífico para solidificar.
  • Poderá servir cortando em quadrados, ou se quiser desenformar, coloque a base da taça em água quente, vire sob um prato e ela desenforma facilmente.





E é vê-la a desaparecer...


Fonte : http://asdeliciasdasguerreiras.blogspot.pt/

Beijoc@s




domingo, 5 de junho de 2016

BOLACHAS - RENDAS (sem ovos)




Umas bolachas bem crocantes, muito rápidas de fazer e super fáceis.


Ingredientes:


  • 60 g de farinha de trigo
  • 100 g de açúcar mascavado claro
  • 100 g de creme vegetal (becel)
  • 125 g de miolo de amêndoa

Preparação  Bimby/Thermomix

  1. Como tinha amêndoa coloquei no copo da bimby e triturei, a gosto, poderá ficar mais ou menos, mas não deixe em pó, para se sentir ao comer. Reserve.
  2. No copo limpo coloque a farinha o açúcar e o creme vegetal, envolva 15 seg/vel 6.
  3. Junte o miolo de amêndoa e envolva mais uns segundos, usando a espátula para baixar o que fica agarrado ao copo.
  4. Num tabuleiro, coloque uma folha de papel vegetal, Com uma colher de chá vá retirando pequenas porções de massa, faça umas bolinhas e coloque no tabuleiro, achatando-as. Deve deixar espaço entre elas, pois vão crescer e ficarão coladas, se estiverem muito perto umas das outras. Leve ao forno de 5 a 8 minutos, até alourarem um pouco, e deixe arrefecer fora do forno.
  5. Depois de arrefecidas soltam-se muito bem do papel e é altura de provar!

Ficam bem crocantes e muito gostosas. Adorei o resultado. Guarde numa lata de bolachas bem fechada. Não acredito que por muito tempo, pois são tão boas, que logo logo, umas mãozinhas malandrecas as vão encontrar...


Um ótimo domingo, Beijoc@s!

quarta-feira, 1 de junho de 2016

GOMAS SEM AÇUCAR PARA A CRIANÇADA


 1 de Junho

Dia da Criança

Para elas, saíram umas boas doses de gomas, sem açucar, que fizeram as delicias até dos mais crescidos.





 

Este mês, o Evento Dia Um...Na Cozinha, convidou-nos a fazer GOMAS, para festejar o Dia da Criança, e com elas brincar,


A receita é muito simples, só é necessário 

  • gelatina a gosto uma carteirinha
  • gelatina incolor em pó, 20 g
  • 200 g de água

Coloquei tudo na Bimby, mexi 10seg/vel 4 e depois programei 5 minutos, temp. 100º, vel. 4.

Coloquei nas formas e levei ao frio, pelo menos 2 horas.

Desenformei...  e foi vê-las a fugir.
 Fotografá-las foi dificil, fiz por diversas vezes, para conseguir ter uma quantidade satisfatória.

Parece que têm iluminação própria, ficaram bem giras e comem-se sem qualquer peso na consciência.
 










Para todas as crianças, desejo o melhor...
Todas merecem,  afeto, amor e compreensão, alimentação adequada, cuidados médicos, educação gratuita, proteção contra todas as formas de exploração e a crescer num clima de Paz e Fraternidade.


  • Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Dia Mundial da Criança não é só uma festa onde as crianças ganham presentes.

  • É um dia em que se pensa nas centenas de crianças que continuam a sofrer de maus tratos, doenças, fome e discriminações (discriminação significa ser-se posto de lado por ser diferente).

  • Sabias que o primeiro Dia Mundial da Criança foi em 1950?

  • Tudo começou logo depois da 2ª Guerra Mundial, em 1945.
    Muitos países da Europa, do Médio Oriente e a China entraram em crise, ou seja, não tinham boas condições de vida.

  • As crianças desses países viviam muito mal porque não havia comida e os pais estavam mais preocupados em voltar à sua vida normal do que com a educação dos filhos. Alguns nem pais tinham!

  • Como não tinham dinheiro, muitos pais tiravam os filhos da escola e punham-nos a trabalhar, às vezes durante muitas horas e a fazer coisas muito duras.

  • Sabias que mais de metade das crianças da Europa não sabia ler nem escrever? E também viviam em péssimas condições para a sua saúde.

  • Em 1946, um grupo de países da ONU (Organização das Nações Unidas) começou a tentar resolver o problema. Foi assim que nasceu a UNICEF.
    Clica aqui para leres sobre esta organização.

  • Mesmo assim, era difícil trabalhar para as crianças, uma vez que nem todos os países do mundo estavam interessados nos direitos da criança.

  • Foi então que, em 1950, a Federação Democrática Internacional das Mulheres propôs às Nações Unidas que se criasse um dia dedicado às crianças de todo o mundo.

  • Este dia foi comemorado pela primeira vez logo a 1 de Junho desse ano!

  • Com a criação deste dia, os estados-membros das Nações Unidas, reconheceram às crianças, independentemente da raça, cor, sexo, religião e origem nacional ou social o direito a:
    - afecto, amor e compreensão;
    - alimentação adequada;
    - cuidados médicos;
    - educação gratuita;
    - protecção contra todas as formas de exploração;
    - crescer num clima de Paz e Fraternidade universais.

  • Sabias que em só nove anos depois, em 1959 é que estes direitos das crianças passaram para o papel?

  • A 20 de Novembro desse ano, várias dezenas de países que fazem parte da ONU aprovaram a "Declaração dos Direitos da Criança".
    Trata-se de uma lista de 10 princípios que, se forem cumpridos em todo o lado, podem fazer com que todas crianças do mundo tenham uma vida digna e feliz.

  • Claro que os Dia Mundial da Criança foi muito importante para os direitos das crianças, mas mesmo assim nem sempre são cumpridos.

  • Então, quando a "Declaração" fez 30 anos, em 1989, a ONU também aprovou a "Convenção sobre os Direitos da Criança", que é um documento muito completo (e comprido) com um conjunto de leis para protecção dos mais pequenos (tem 54 artigos!).

  • Esta declaração é tão importante que em 1990 se tornou lei internacional!

Fonte: www.junior.TE.pt


Beijoc@s